Andre Goiano fala sobre crise no Vila Nova @Reinaldo_Cruz @Bahiaemquestao @Blog_do_Reis @Assuntosdegoias @QB_7 @CNN_BR



Nem o diretor de futebol Jair Rabelo resistiu à crise do Vila Nova. Contratado como homem de confiança do presidente Eduardo Barbosa, que assumiu o cargo em dezembro, Jair pediu demissão nesta terça-feira e já não trabalha mais no Tigrão. De acordo com o dirigente, o principal motivo de sua saída foi a falta de autonomia no cargo nos últimos dias. As contratações de atletas sem o consentimento do diretor, como o zagueiro Adriano, Thomas, Carlos Eduardo, Wescley e Neto Potiguar, contribuíram para a saída de Jair.
- O Presidente (Eduardo Barbosa) é uma grande pessoa. Tenho certeza que será um grande dirigente, mas ele ainda peca por inexperiência. Ele tem que ter mais autonomia, ouvir menos pessoas e ser mais firme. O Vila contratou o zagueiro Adriano, de 32 anos, que estava há dez meses sem jogar. Mesmo assim eu fui voto vencido. Recebi alguns conselhos e achei melhor sair para não prejudicar o time – disse Jair em entrevista à Rádio 730.
No último domingo, quando o Vila Nova perdeu de 3 a 1 para a Aparecidense, no OBA, Jair Rabelo se reuniu com o técnico Roberto Cavalo e com o presidente Eduardo Barbosa. Na reunião ficou decidida a permanência do dirigente e do treinador. Segundo Jair, a relação com o treinador do Tigre era boa até esta terça-feira, quando houve uma discussão decisiva para a sua saída.

Assuntos de Goiás TV

Destaque

Walter sinaliza com redução salarial, e Vila Nova vai em busca de parceiros

Após reunião, presidente do Tigre diz que atacante aceitou receber menos para jogar no clube. Mesmo assim, diretoria precisa de invest...

Arquivo do blog

Questão Brasil nº 87 | 24 de Maio de 2016

Loading...

Seguidores