Andre Goiano fala sobre crise no Vila Nova @Reinaldo_Cruz @Bahiaemquestao @Blog_do_Reis @Assuntosdegoias @QB_7 @CNN_BR



Nem o diretor de futebol Jair Rabelo resistiu à crise do Vila Nova. Contratado como homem de confiança do presidente Eduardo Barbosa, que assumiu o cargo em dezembro, Jair pediu demissão nesta terça-feira e já não trabalha mais no Tigrão. De acordo com o dirigente, o principal motivo de sua saída foi a falta de autonomia no cargo nos últimos dias. As contratações de atletas sem o consentimento do diretor, como o zagueiro Adriano, Thomas, Carlos Eduardo, Wescley e Neto Potiguar, contribuíram para a saída de Jair.
- O Presidente (Eduardo Barbosa) é uma grande pessoa. Tenho certeza que será um grande dirigente, mas ele ainda peca por inexperiência. Ele tem que ter mais autonomia, ouvir menos pessoas e ser mais firme. O Vila contratou o zagueiro Adriano, de 32 anos, que estava há dez meses sem jogar. Mesmo assim eu fui voto vencido. Recebi alguns conselhos e achei melhor sair para não prejudicar o time – disse Jair em entrevista à Rádio 730.
No último domingo, quando o Vila Nova perdeu de 3 a 1 para a Aparecidense, no OBA, Jair Rabelo se reuniu com o técnico Roberto Cavalo e com o presidente Eduardo Barbosa. Na reunião ficou decidida a permanência do dirigente e do treinador. Segundo Jair, a relação com o treinador do Tigre era boa até esta terça-feira, quando houve uma discussão decisiva para a sua saída.

Destaque

Atlético-GO e Vila Nova ajustam últimos detalhes para o clássico de sábado

Atlético-GO e Vila Nova ajustam últimos detalhes para o clássico de sábado

Arquivo do blog

Questão Brasil nº 87 | 24 de Maio de 2016

Seguidores