Delator diz que Caixa capitalizou BNDES de modo irregular – A Politica como profissao

Segundo delação de Cleto, aprovação de R$ 17 bilhões de fundo do FGTS para o banco desrespeitou regulamento 


O FI-FGTS recebe aplicações de recursos do FGTS e é administrado pela Caixa. 

O fundo fechou 2015 com um patrimônio de R$ 31,8 bilhões e se destina a projetos de infraestrutura. 

Cleto foi vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias entre 2011 e 2015, nomeado pela presidente Dilma Rousseff, por indicação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). 

Ele era o representante da Caixa no comitê de investimentos do FI-FGTS.

O ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto, delator de um esquema de propina envolvendo o Fundo de Investimento do FGTS (FI-FGTS), disse que o fundo foi usado para capitalizar o BNDES de forma irregular, por interferência direta de gestores dos governos petistas em 2007 e 2015. 

Em dois capítulos da delação premiada, Cleto afirmou que a aprovação de R$ 17 bilhões do FI-FGTS ao BNDES desrespeitou o regulamento do fundo. 

O primeiro montante, R$ 7 bilhões, foi a condição para o banco público aceitar a criação do FI-FGTS em 2007. 

O segundo, R$ 10 bilhões, foi aprovado no ano passado sob pressão da então presidente da Caixa, Miriam Belchior, segundo Cleto.


Fonte: Delator diz que Caixa capitalizou BNDES de modo irregular - Época NEGÓCIOS | Brasil

Assuntos de Goiás TV

Destaque

Walter sinaliza com redução salarial, e Vila Nova vai em busca de parceiros

Após reunião, presidente do Tigre diz que atacante aceitou receber menos para jogar no clube. Mesmo assim, diretoria precisa de invest...

Arquivo do blog

Questão Brasil nº 87 | 24 de Maio de 2016

Loading...

Seguidores