Delator diz que Caixa capitalizou BNDES de modo irregular – A Politica como profissao

Segundo delação de Cleto, aprovação de R$ 17 bilhões de fundo do FGTS para o banco desrespeitou regulamento 


O FI-FGTS recebe aplicações de recursos do FGTS e é administrado pela Caixa. 

O fundo fechou 2015 com um patrimônio de R$ 31,8 bilhões e se destina a projetos de infraestrutura. 

Cleto foi vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias entre 2011 e 2015, nomeado pela presidente Dilma Rousseff, por indicação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). 

Ele era o representante da Caixa no comitê de investimentos do FI-FGTS.

O ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto, delator de um esquema de propina envolvendo o Fundo de Investimento do FGTS (FI-FGTS), disse que o fundo foi usado para capitalizar o BNDES de forma irregular, por interferência direta de gestores dos governos petistas em 2007 e 2015. 

Em dois capítulos da delação premiada, Cleto afirmou que a aprovação de R$ 17 bilhões do FI-FGTS ao BNDES desrespeitou o regulamento do fundo. 

O primeiro montante, R$ 7 bilhões, foi a condição para o banco público aceitar a criação do FI-FGTS em 2007. 

O segundo, R$ 10 bilhões, foi aprovado no ano passado sob pressão da então presidente da Caixa, Miriam Belchior, segundo Cleto.


Fonte: Delator diz que Caixa capitalizou BNDES de modo irregular - Época NEGÓCIOS | Brasil

Assuntos de Goiás TV

Destaque

Natal Solidário do Papai Noel Azul - Ética, Educação e Solidariedade para o Bem do Brasil

Estamos passando por um momento difícil no campo pessoal, mas em breve vamos retomar a ajuda na organização deste singelo evento. As bikes j...

Arquivo do blog

Questão Brasil nº 87 | 24 de Maio de 2016

Loading...

Seguidores