Impeachment: senadores indecisos explicam por que não se posicionam – A Politica como profissao

Nos bastidores, aliados da presidente afastada admitem não ter votos suficientes para evitar que o processo vá a julgamento final, no qual apostam as últimas fichas. Segundo previsão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o julgamento deve ter início entre os dias 25 e 27 de agosto e pode durar de quatro a cinco dias, com intervalos entre um dia e outro.





São necessários 54 votos para que o impeachment seja aprovado. Na primeira votação, 55 senadores votaram pela abertura do processo pelo Senado. A margem favorável à cassação é pequena, o que dá mais peso aos votos dos indecisos.








Entre os que dizem ainda não ter tomado uma decisão, está o senador Eduardo Braga (PMDB-AM), ministro de Minas e Energia no governo Dilma.








Para o peemedebista, no plano jurídico, não houve crime de responsabilidade de Dilma Rousseff, mas o processo de impeachment também é político, o que complica a situação da petista.



Fonte: G1 - Impeachment: senadores indecisos explicam por que não se posicionam- notícias em Processo de Impeachment de Dilma

Assuntos de Goiás TV

Destaque

Walter sinaliza com redução salarial, e Vila Nova vai em busca de parceiros

Após reunião, presidente do Tigre diz que atacante aceitou receber menos para jogar no clube. Mesmo assim, diretoria precisa de invest...

Arquivo do blog

Questão Brasil nº 87 | 24 de Maio de 2016

Loading...

Seguidores